A Janela (La Ventana)

ventana-poster

A Janela (La Ventana, 2008/2009 – 85 min)

Direção: Carlos Sorin.
Roteiro: Carlos Sorin.
Elenco: Maria del Carmen Jiménez, Alberto Ledesma, Emilse Roldán, Roberto Rovira, Victoria Herrera.
Gênero: Drama.

Sinopse: Antonio é um escritor que vive sozinho com duas empregadas. Por causa da saúde debilitada, o idoso não pode sair da cama. Antonio espera a visita de seu filho depois de muitos anos afastados.

O argentino Carlos Sorin baseou-se em dois livros – “Três Rosas Amarelas”, de Raymond Carver, e “Mãe e filho”, de Alexander Sokurov – para fazer “A Janela (La Ventana)“. Lançado em 2008, o filme só veio aparecer aqui no Brasil este ano, e já carregando consigo o prêmio Fipresci no Festival de Valladolid (Espanha) referente ao ator Antonio Lareta. Credenciais ele tinha, só não sabia que se tratava de um filme tão chato.

la_ventana_foto

Dando um tapa no visual

A Janela traz a história de Antonio (Antonio Lareta), um escritor no alto de seus 80 anos que vive num sítio isolado com duas empregadas que cuidam dele, devido ao seu estado de saúde bastante debilitado. Antonio está esperando a visita de seu filho, depois de muitos anos sem o ver. Contrariando os cuidados médicos que são lhe impostos, ele está sempre querendo abusar de sua saúde.

Que me desculpem os amantes dos filmes maduros e sensíveis, aqueles em que passam cenas de ventos balançando lençóis ou plantações, mas este é um filme muito tedioso. Parece que o tempo passa e nada acontece, conseguiria-se facilmente reduzi-lo a um curta metragem. A história é comovente? Sim pode ser, mas o que me pareceu é que tudo foi muito forçado e milimetricamente feito para ser um clássico do tema idoso debilitado.

Dando um passeio

Dando um passeio

Ao tentar parecer poético e simplista ao extremo, em busca da comoção, tudo o que esta obra conseguiu foi me entediar ao ponto de dar sono. Para mim um filme fraco e que não vale a pena ser visto, talvez quando eu fizer 80 anos e estiver debilitado igual ao protagonista eu me sinta um pouco menos frio perante “A Janela“, ou não.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

3 Comments

  1. Jess eu já assisti aos dois filmes e os dois são ótimos.

    Achei fantástico o jeito como a história é mostrada em “Escafandro…” com a visão do sujeito que só tem um olho para movimentar.

    Gostei muito também de Mar Adentro.

    Agora aqui com “A Janela”, sinceramente, achei um ensaio ao tédio.

    []´s

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Marcio via Rec6 - Crítica: A Janela (La Ventana) | Porra, man!... A Janela é daqueles filmes maduros, com direito a imagens…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.