G.I. Joe – A Origem de Cobra (G.I. Joe – The Rise of Cobra)

origem de cobra-poster

G.I. Joe – A Origem de Cobra (G.I. Joe – The Rise of Cobra, 2009 – 118 min)

Direção: Stephen Sommers.
Roteiro: Stuart Beattie, David Elliot, Paul Lovett, Michael Gordon, Stephen Sommers.
Elenco: Dennis Quaid, Channing Tatum, Sienna Miller, Marlon Wayans, Joseph Gordon-Levitt, Ray Park, Christopher Eccleston, Brendan Fraser, Rachel Nichols, Jonathan Pryce, Arnold Vosloo, Adewale Akinnuoye Agba.
Gênero: Ação, Aventura.

Sinopse: O grupo de elite de agentes conhecido como G.I. Joe embarca em uma aventura sem fim usando as mais modernas tecnologias de espionagem e equipamento militar para evitar que o comerciante de armas Destro e a crescente ameaça da misteriosa organização Cobra levem o mundo ao caos.

Um dos maiores traumas que trago até hoje comigo foi o dia em que meu pai juntou todos os meus ‘Comandos em Ação‘, bonecos, veículos e até a base que eu tinha, botou tudo em dois grandes sacos (sim, eu tinha muitos mesmo) e distribuiu entre uns meninos duma cidade do interior na qual eu nasci. Aquele dia foi triste, ver aqueles pequenos ‘demos’, cabelos despenteados e catarro escorrendo pelo nariz, apoderando-se de minha estimável coleção foi duro. E o pior, não podia nem reclamar nem chorar, estava com 12 pra 13 anos e já não era mais uma criança para ficar brincando com carrinhos e bonequinhos afinal. 🙁

gijoe

Todo este preâmbulo foi para mostrar a vocês o meu apreço por esta coleção de brinquedos da Hasbro, que depois do sucesso de Transformers resolveu fazer um pouco mais de dinheiro. A gente aqui no brasil sempre conheceu os G.I. Joe´s por Comandos em Ação – além dos brinquedos, em 1985 começou a ser exibido o desenho. Quando vi as primeiras notícias, escolhas para o elenco e principalmente o trailer, que fazia questão de enfatizar “Do mesmo criador de A Múmi‘”, temia pelo pior.

Longe de querer fazer algo memorável, Stephen Sommers (A Múmia, Van Helsing), resolveu não inventar e o que vemos é que “G.I. Joe – A Origem de Cobra” é um filme cheio de clichês, com atuações que não ultrapassam em nenhum momento a linha do aceitável, mas que sim, acreditem, é bastante divertido e no quesito ação, arrisco-me a dizer que é um dos melhores do ano.

gijoe_destaque

A trama traz a história de um grupo de soldados de elite, de diferentes nacionalidades, que usam as mais modernas tecnologias para deter um corrupto vendedor de armas e sua ‘organização’ que também é secreta. O filme se passa num “futuro não muito distante“, talvez para poder amenizar um pouco os tipos de tecnologias e artimanhas que vemos. E o desfecho consegue ser acima da média em filmes do gênero, é interessante e deixa espaço para continuções.

Mal o filme começa e ele já diz ao que veio, muita ação. Entre as cenas frenéticas com correrias, pancadarias e explosões a torto e a direito, temos as devidas pausas para respirar. Durante estas pausas muitas situações batidas e bem mastigadinhas para não deixar ninguém confuso. Achei ainda que a parte de computação gráfica foi um pouco exagerada, algumas cenas ficaram artificiais demais, para não dizer um pouco mal feitas.

gijoe_destaque1

Se estivesse aqui para realizar uma crítica da mesma forma como fazem os especialistas na área, definitivamente teria diversos pontos para destruir esta obra. A proposta do filme não é essa, ele é bem honesto, o intuito aqui é divertir e isso ele faz com maestria. Não tem muito segredo não, é correria, explosões, lutas e umas duas belas atrizes detonando. É daqueles filmes que eu posso dizer, deixe seu cérebro em stand by e pegue sua pipoca.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

5 Comments

  1. Esse eu nem me arrisquei. Prefiro ficar com a memória dos melhores bonecos de todos os tempos.

    Post a Reply
  2. Vc gostou mesmo man? Tenha medo!
    Eu devo acabar assistindo, mas tem a maior cara de bomba.
    ehehehehehehe

    Post a Reply
  3. Cheio de clichês, frases cretinas, ‘culhudas’ mil, mas eu realmente me diverti.

    Como você falou do primeiro Transformers “É ruim, mas é bom”.

    Post a Reply
  4. Pois eu concordo com Marcio. Tinha o maior apreço pela minha coleção de bonecos, que desapareceu quando voltei para o Brasil. O filme é feito para agradar os fãs da ação sem cérebro e deveria ser considerado uma obra prima frente a Transformers 2.

    Não entendo porque alguns acham Michael Bay o máximo e Stephen Sommers uma porcaria. Os dois fazem filmes de ação sem cérebro, a diferença é que o primeiro sabe tirar onda como ninguém.

    Post a Reply
  5. do caramba o filme!
    muito bom!
    muita ação e engraçado!
    e histórias da bixiga!

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Marcio via Rec6 - G.I. Joe - A Origem de Cobra - Crítica do Filme | Porra, man!... É daqueles filmes que eu…
  2. Os filmes mais esperados de 2009 | Porra, man! - [...] G.I. Joe: Rise of Cobra – Comandos Em Ação: A Origem de Cobra [...]
  3. Crítica: Anjos da Lei (21 Jump Street) | Porra, man! - [...] “O Pior Trabalho do Mundo”, “Superbad”) e o outro era o ‘popular’ (Channing Tatum, “G.I. Joe – A Origem…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.