proposta_poster

A Proposta (The Proposal, 2009 – 108 min)

Direção: Anne Fletcher.
Roteiro: Peter Chiarelli.
Elenco: Sandra Bullock, Ryan Reynolds, Malin Akerman, Craig T. Nelson, Mary Steenburgen, Betty White, Denis O’Hare, Oscar Nunez.
Gênero: Comédia Romântica.

Sinopse: Sandra Bullock interpreta Margaret Tate, uma uma chefe dominadora que, de repente, se vê em vias de ser deportada para o Canadá. É quando lhe surge a idéia de propor casamento ao seu assistente e assim conseguir um visto de permanência nos Estados Unidos.

Tentar buscar alguma originalidade em comédias românticas é uma tarefa árdua e quase impossível. Mesmo sendo um filme bastante manjado, que em nenhum momento tenta fugir da tradicional fórmula das comédias românticas, “A Proposta (The Proposal)” consegue divertir e se mostra como um bom entretenimento.

Na trama temos Sandra Bullock interpretando Margaret Tate, uma cruel, dominadora e impiedosa chefe que está prestes a ser deportada para seu país (Canadá). Neste momento ela tem uma idéia que pode lhe salvar, casar-se com seu empregado Andrew Paxton (Ryan Reynolds, X-Men Origins: Wolverine). Para isso ela terá que viajar e passar o fim de semana com a família do rapaz, que aproveita para fazer algumas exigências.

a_proposta_bullock_reynolds

Logo no início do filme as semelhanças com “O Diabo Veste Prada” são gritantes, só mudando aqui Maryl Streep (Mamma Mia) por Sandra Bullock e Anne Hathaway (Agente 86) por Ryan Reynolds. Logo mais a frente as lembranças que surgem são dos filmes “Entrando Numa fria…“, ou seja, tudo lembra alguma coisa e não vemos nada além do convencional.

Sandra e Ryan demonstram boa química e carisma, só que quem rouba a cena é a vovó Betty White sempre muito engraçada e divertida. O restante do elenco também não decepciona. O engraçado é que este foi o filme de maior arrecadação na estréia de Sandra Bullock, que mostra que nos altos de seus 45 anos não deve nada a nenhuma atriz, principalmente quando exibe suas belas curvas numa cena totalmente nua.

a_proposta_bullock_reynolds2

Longe de querer ser uma obra original, o ponto positivo do filme, em minha opinião, foi ter juntado situações e piadas que já deram certo em outros filmes, mas são coisas de ‘bom gosto’ digamos assim. Tirando uma ou outra raríssima cena de vergonha alheia, “A Proposta” não utiliza de cenas escatológicas ou apelativas para forçar a barra e fazer rir. Batido e com final manjado, ainda sim é um bom e leve entretenimento, acreditem.

Related Posts with Thumbnails