O Procurado (Wanted)

Direção: Timur Bekmambetov.
Roteiro: Derek Hass, Michael Brandt, Chris Morgan, baseado na HQ de Mark Millar e J.G. Jones.
Elenco: James McAvoy, Angelina Jolie, Morgan Freeman, Common, Terence Stamp, Thomas Kretschmann.
Ano: 2008.
Gênero: Ação.
Tempo: 110 min.

Sinopse: O fracassado Wesley Gibson (James McAvoy), após a morte do pai, misteriosamente assassinado, descobre que possui poderes muito além de sua imaginação. Ele se torna o mais novo recruta de uma sociedade secreta de assassinos e é treinado para ocupar o lugar de seu falecido pai.

O que você espera de um filme de ação? Em “O Procurado” (Wanted) você encontra tudo e mais um pouco. Um filme, pelo menos na minha visão, muito divertido e que vale a pena. Além de boas atuações de Morgan Freeman e do protagonista James McAvoy – que fez um belo trabalho em “Desejo e Reparação” – temos a estonteante Angelina Jolie mandando ver. Se as leis da física parecem altamente desafiadas, vamos nos lembrar que o filme é uma adaptação de uma série dos quadrinhos de Mark Millar e J.G. Jones. Eu não conheço os quadrinhos, mas pelo que andei pesquisando o filme não chega aos pés dele no quesito “mentiras“, ou como chamamos aqui na Bahia, “culhudas (cuiudas)“.

Wesley Gibson é um sujeito que leva a vida como uma pessoa insignificante, nem no Google ele encontra sequer um resultado para seu nome. A premissa do filme é até básica, um sujeito insignificante que de repente descobre ser herdeiro e ter poderes “supremos” e de repente sai detonando tudo. Eu particulamente achei sensacional. Simples, explosivo e direto, um filme que te deixa até sem fôlego.

O diretor russo Timur Bekmambetov dirigiu antes o filme “Os Guardiões da Noite“, que meu amigo Ramonaldo já tinha me indicado e até coloquei em minha lista de filmes à assistir. Com certeza agora irei vê-lo muito em breve. Para quem acha que o filme foi um pouco além, recomendo então assistir o impagável “Mandando Bala (Shot´em Up”!). Ali sim tenho certeza que quem se “chateou” um pouco com “O Procurado“, vai se contorcer todo.

Sei que tem pessoas que ficam chocadas quando vão ao cinema e vêem carros dando piruetas no ar, cenas altamente impossíveis, shows pirotécnicos de tiros e explosões, mas quem viu o trailer, ou sabe de onde saiu o filme sabe muito bem onde está se metendo. Num mundo onde sujeitos fazem as balas fazerem curvas, o que mais seria impossível? E saiba que é isso que faz o filme ser um ótimo entretenimento. A história tem até algumas surpresas e ótimas sacadas no decorrer da trama.

O filme ainda nos proporciona uma das melhores cenas que já vi no cinema, quem assistiu sabe que envolve um teclado de computador e um pouco de raiva. Simplesmente sensacional. De ruim acredito que apenas aquelas vezes que ele dá uma de Ferris Bueller (Curtindo a Vida Adoidado) e começa a conversar com a gente. Fica meio fora do contexto, mas é muito pouco para o ótimo trabalho que fizem com essa película (película é altamente profissional não?).

Eu adorei o filme, me diverti bastante e acredito que seja uma ótima opção nos cinemas. Uma dica para os que gostam de filmes mais verossímeis com a realidade é entrar no cinema e desligar o modo chato, afinal estamos vendo uma obra adaptada dos quadrinhos e que já nos mostra nos trailers tudo o que esperar vendo o filme. Se uma bala pode fazer curva no ar, o que mais eles não podem fazer? Diversão garantidíssima.

Related Posts with Thumbnails