Sex And The City – O Filme

Sex And The City

Direção: Michael Patrick King.
Roteiro: Michael Patrick King
Elenco: Sarah Jessica Parker, Cynthia Nixon, Kim Cattrall, Kristin Davis, Jennifer Hudson, Chris Noth, David Eigenberg.
Lançamento: 2008.
Gênero: Comédia, Romance.
Tempo: 148 min.

Sinopse: Uma grande escritora de sucesso e três amigas buscam equilibrar o trabalho com seus relacionamentos. Depois de 6 temporadas na HBO a série é exibida nas ‘grandes telas’ do cinema.

Qualquer um que tenha sido obrigado por seu par a enfrentar esta maravilhosa jornada no cinema (ou em casa) irá obter, automaticamente (sem direito a recursos ou apelações), o direito de comparecer a todos os jogo seu time no campeonato brasileiro, ou ainda assistir a 20 filmes de luta e explosões. Já vi filmes “de mulher” muito piores que este, mas tenho certeza que nenhum homem deveria assistir, ou muito menos dar opiniões sobre esta ‘película‘, se não vai acabar fazendo como eu, detonar tudo!

Não vi nunca o seriado então quem for fã releve meus comentários, ou melhor, comente dizendo o que achou do filme se foi coerente com a série televisiva, se realmente valeu a pena ter sido feito, etc. Na minha visão de “não fã“, desconhecedor da trama e ainda de homem eu posso dizer que o filme é altamente fútil. Mulheres que já deviam se portar como pessoas maduras parecendo menininhas de 15 anos indo às compras com um cartão de crédito sem limites. Um universo idiota mesmo, de roupas de marca (aquelas horríveis que às vezes passam nos telejornais) e moda.

Marcas, marcas, marcas e um pouco de amor. Esta é a temática do filme. Amor daqueles de Cinderela.  Os homens do filme aparecem simplesmente como destruidor de corações ou idiotas. Se elas são tão independentes e sonham tanto em ter uma vida de “rainha“, de casar com um grande homem e viver um grande amor, recheado de Dolce´s e Vitton´s (não sei outras marcas e nem como estas são escritas, e não vou pesquisar no Google também), porque passam o filme (ou sua vida) correndo atrás destes “tipos“?

A história não preciso comentar muito, afinal, quem é fã da série deve conhecer e quem não é nem vá perder seu tempo indo ao cinema. A melhor participação do filme é de uma ajudante de Sarah Jessica Parker (que interpreta Carrie), o nome dela é Jennifer Hudson e ela interpreta Louise. É a única “esperta” do filme e parece até uma “gênia“, no meio de tantas mulheres imbecis.

Ao contrário do filme que é muito longo, bastante mesmo, meus comentários vão ficar por aqui. Como um filme ele é muito ruim, sem nada de interessante na trama. Quem é fã pode livremente escrever nos comentários se ele fez jus a série, e se foi boa a espera, se valeu à pena. Quem sabe não publico aqui no blog alguma resenha de outra pessoa?

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

15 Comments

  1. Ficou combinado com a minha namorada que esse ela irá encarar com as amigas.

    Abraços.

    Post a Reply
  2. Ainda bem que não vi.
    A patroa vai ver com as amigas hehhe

    Post a Reply
  3. É man, como diria Nelson dos Simpsons:
    “ha ha!”

    Ainda bem que não terei que ver esse filme…

    Post a Reply
  4. Pois é, não tive tanta sorte como vocês!

    Post a Reply
  5. Infelizmente serei o advogado do diabo aqui. Eu vi a série e inclusive tenho ela toda em DVD aqui em casa. O filme deveria vir com uma tarja “Somente entre se viu a série toda ou pelo menos a sexta temporada”.

    Conheço mulheres inclusive que não gostaram do filme, coincidentemente elas não haviam visto a série.

    Para quem conhece a trajetória das quatro mulheres do filme ele faz muito mais sentido. Para mim, que gosto da série e da história posso dizer que é um bom filme e pretendo inclusive adicioná-lo a minha coleção, afinal ele nada mais é do que um episódio de 2 horas de duração.

    Post a Reply
  6. É um dos piores filmes que vi em toda minha vida. Não bastasse pregar o apego a jóias, dinheiro, viagens e “marcas” – futilidade total – sugere como “bacana” um comportamento feminino totalmente egoísta, como se na vida, e sobretudo num relacionamento, não fosse preciso ceder, tolerar, compreender o outro, compartilhar. Além disso, defende como possível a falsa e absurda idéia de que há homens perfeitos, ou seja, ricos, bonitos e que vão amá-las de maneira incondicional, dando-lhes, ainda, o cartão de crédito ilimitado e todo o controle sobre os rumos de todas as coisas do casal. Enfim, vende “o sonho da mulher moderninha e independente”, o que seria até legal se não fosse utopia. Esse filme revela, em verdade, a personalidade da mulher que gosta do filme: a vontade de ser a Paris Hilton (viver pra gastar e se divertir). A realidade, porém, é bem diferente: são fortes candidatas a titias e/ou mães solteiras. Podem anotar isso… Melhor: podem conferir como pelo menos uma parte das mulheres que vcs conhecem e que gostam desse filme/seriado se encaixam perfeitamente no apontado perfil…

    Post a Reply
  7. Não acompanhava a série.. mas tenho duas amigas que gostam. Resolvi dar uma folga ao meu noivo e ir com as meninas.
    Mesmo não tendo assistido mais que 2 episódios da série, eu adorei o filme.. mas realmente não acho que seja filme pra qualquer homem.
    Acho também que mta gente seria fútil se tivesse condições de ser. Isso é mto relativo.
    Você pode apontar uma pessoa como fútil e ter outra pessoa apontando pra vc. Depende do que a pessoa classifica como fútil.
    No fundo quem não gostaria de viver podendo gastar e se divertir?
    Umas gastam com roupas e jóias.. outros gastam com carros, camisas oficiais de futebol, tênis de marca…
    E assim caminha a humanidade…

    Post a Reply
  8. Definitivamente este não foi um filme feito para o universo masculino. Quase tudo eu achei repugnante, pelo menos em minha visão de mundo (que é diferente da sua e de outras pessoas logicamente).

    Mas entendo que o sucesso da série não é à toa e parte disso esta impressa neste trabalho para o cinema.

    E o segundo Sex And The City vem aí. Eu correrei léguas e léguas e não assistirei nem pago!

    Post a Reply
  9. Olha eu nunca assisti a série… E e nem tenho vontade… Não sei se seria machismo dos homens ou feminismo das mulheres… Mas pelo pouco que entendi da série ela fala de mulheres que não se importam com o que os outros pensam. E fazem tudo que tem vontade de fazer… como muito sexo por exemplo… Não que eu ache isso errado… aliás a maioria das mulheres acha isso certo e na verdade é mesmo… Pois elas tem tanto direito quanto os homens de fazer isto a vontade e não serem chamadas de vulgar ou algo parecido… Isto esta galgando pra esse lado… porém falta muito ainda pra que a mulheres no geral façam sexo e assumam abertamente sem pudores… Um homen fala: transei ontem com 3 e virá garanham (ou mentiroso) se uma mulher faz o mesmo virá safada (pra não dizer outra coisa)… Acho que por isso o filme ou a séria fizeram sucesso principalmente entre a s mulheres… Por mostrar algo que elas adorariam fazer sem se preocupar com o mundo….

    Post a Reply
  10. Sua visão Alex sobre a série o filme estão um pouco equivocadas, ainda assim, realmente não presta e você não está perdendo nada.

    Post a Reply
  11. Ai meninos… me coloquei na posição de vocês e entendi todos os comentários, até concordo pensando com meu lado masculino do cérebro. Mas minha massa encefálica feminina delirou com o filme e… mulher realmente é isso, fazer o que??? Só sendo uma para entender, e sintam-se muitos machos por não entenderem esse mundo tão “cor de rosa”. É isso o que nos deixa tão atraentes, pois são sexos OPOSTOS afinal de contas. No mais, fica aqui um contraponto. =)

    Post a Reply
  12. Realmente vcs não sabem o que é bom! série vencedora de vários Emmys… atuações reconhecidissimas! melhor seriado que já vi… e sou homem heim! hehe

    Post a Reply
  13. Sinceramente eu respeito sua opinião, mas acho que vc deveria respeitar não só a opinião dos outros como tb os sentimentos das pessoas, isso tudo que vc falou é bem moderno para os dias atuais, o tal amor próprio, onde cada um por si e Deus por todos, se amar e se respeitar é importantíssimo mas isso não deveria deixar as mulheres frias e sem esperança em amar de novo.
    No caso dos homens, realmente esse mundo não é o deles, mas se vc não quer uma mulher sensível que sonha em gosta de moda, roupas e maquiagens, sapatos etc, homense fiquem com outros homens ou pega uma fácil por aí que dê o que vc quer e depois volte pra sua casa sozinho e se sinta o máximo porém sem ninguém que realmente gosté de vc e se sinta especial.
    Mas voltando para o filme, eu gosto do mundo delas, são amigas, são ricas, que mulher não quer isso, é o amor é só algo a mais nisso.

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Porra, man! » [Lista de Filmes] Dreamgirls - Em Busca de um Sonho - [...] ótimas com destaque claro para Jennifer Hudson (cheguei a citá-la como único destaque do filme Sex And The City)…
  2. Não Sei Como Ela Consegue (I Don't Know How She Does It) | Porra, man! - [...] trama conhecemos Kate (Sarah Jessica Parker, “Sex and the City”) que consegue lidar muito bem (daí o título que…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.