2: FracoPoster - A Pantera Cor de Rosa (2006)

A Pantera Cor de Rosa (The Pink Panther)

Direção: Shawn Levy.
Roteiro: Len Blum, Steve Martin adaptação de Blum e Michael Saltzman, Maurice Richlin e Blake Edwards.
Lançamento: 2006.
Elenco: Steve Martin, Kevin Kline, Beyoncé Knowles, Jean Reno, Emily Mortimer, Henry Czerny, Kristin Chenoweth.
Gênero: Comédia.
Tempo: 93 min.

Sinopse: Após o técnico da seleção da frança ser assassinado por um dardo envenenado no final do jogo, e seu valiosíssimo anel com o diamante Pantera Cor de Rosa desaparece, o ambicioso Inspetor Chefe Dreyfus (Kevin Kline) convoca o pior inspetor da polícia francesa Jacques Clouseau (Steve Martin) para o caso. Sua intenção é despistar a imprensa, enquanto ele usa seu melhor homem para encontrar o assassino e ladrão do diamante. Ele convoca ainda Gendarme Gilbert Poton (Jean Reno) para trabalhar com Closeau e informar cada passo de sua investigação.

Numa dessas tardes de domingo, sem nada melhor para fazer, resolvi conferir A Pantera Cor de Rosa, o mais recente lançado em 2006 (não tinha visto também os “clássicos”). Cochilei em alguns pontos do filme pois ele realmente é bem fraquinho, com um humor ultrapassado (pelo menos para mim) e muitas piadas previsíveis e sem graça. Apesar disso o filme tem algumas situações bem divertidas, mas são muito poucas para fazer o filme valer a pena.

Não posso nem comparar com os antecessores, os clássicos, pois não assisti nenhum. Porém acredito que eles devam ser melhor do que este, ou pelo menos, o humor contido neles eram mais condizentes com aquela época. Filmes com essas piadas bestas de “queda“, trapalhadas ou insinuações sexuais já não me fazem mais rir. Talvez esteja ficando velho e um pouco chato, mas acho que não, o filme não foi tão bem aceito pela crítica como indicado pelo seus 24% de aprovação no RottenTomatoes.

Não é preciso esperar muito de um filme com Beyoncé não é? O segundo parece que vai ser lançado em 2009. Se eu for conferir vai ser nesse mesmo “esquema“, numa tarde na tv sem nada melhor para se fazer. Um filme fraco infelizmente. Relembrar os velhos filmes com Peter Sellers utilizando esta obra realmente acaba manchando um pouco a história.

Em resumo posso dizer que o filme não é dos piores, tem suas cenas cõmicas e alguns poucos momentos engraçados como Closeau tentando aprender inglês e falar “Hamburguer“, entretanto, nada que valha a pena. Um filme digamos meia boca, assista por sua conta e risco pois eu não recomendo.

Related Posts with Thumbnails