Um Crime de Mestre (Fracture)
Direção: Gregory Hoblit.
Roteiro: Daniel Pyne, Glenn Gers.
Lançamento: 2007
Elenco: Anthony Hopkins, Ryan Gosling, David Strathairn, Rosamund Pike, Embeth Davidtz, Billy Burke.
Gênero: Suspense
Tempo: 113 min.

Sinopse: Depois de descobrir que sua esposa está tendo um caso extra-conjugal com um polícial, Ted Crawford (Anthony Hopkins) assassina sua esposa. Tendo grandes conhecimentos da lei, ele faz uma estratégia para ser inocentado no caso.

Este entrou para minha lista de filmes a assistir no ano passado, indicação de alguns colegas de trabalho. O filme realmente é muito bom. Com uma história bastante envolvente e convicente (o mais importante) que deixa você preso ao filme.

Anthony Hopkins (Hannibal, Silêncio dos Inocentes) interpreta Ted Crawford e como sempre faz em seus filmes dá um ótimo tom e credibilidade à trama. Tem gente que já está saturada de filmes com sequencias em tribunal, para essas pessoas talvez o filme não seja tão bom. Logo de início você acaba achando que vai ser mais um daqueles filmes manjadinhos de sempre, onde o vilão vai se saindo bem por ser uma pessoa ‘inteligente’. Só que o desenvolvimento e principalmente o fim do filme são muito bons.


A cena inicial já lhe mostra toda a ação e quase todos os tiros que você vai ver no filme. Não espere perseguições, correria, tiros pra cima. O filme se estende boa parte no tribunal mas não é chato não, é muito legal as sacadas que Ted Crawford faz no tribunal, com uma suposta inocência apresentada por ele que chega a ser bastante irônico. É ele usando a lei para benefício próprio, se vingar da mulher e do policial e ainda sair ganhando com isso.


Não vou me estender e contar muito da história, deixo para vocês se surpreenderem (ou não). Uma boa dica para quem ainda não viu e menos um filme na minha lista para assistir. Se bem que em breve devo adicionar muitos outros. Acaba se tornando um círculo vicioso.

Related Posts with Thumbnails