O Som do Coração (August Rush)


O Som do Coração (August Rush)

Direção: Kirsten Sheridan.
Roteiro: Nick Castle, James V. Hart e Paul Castro.
Lançamento: 2007 (EUA) / 2008 (Brasil) .
Elenco: Freddie Highmore, Keri Russell, Jonathan Rhys Meyers, Terrence Howard, Robin Williams.
Gênero: Drama / Romance.
Tempo: 114 min.

Sinopse: Um jovem guitarrista irlandês e uma jovem violoncelista se conhecem em uma noite mágica em Nova York mas são separados pelo destino muito brevemente. Evan Taylor acaba em orfanato circunstancialmente. Ele então é levado através da seu notável talento musical para as ruas de Nova York em busca de seus pais . Um estranho produtor musical de rua o abriga e dá a ele o nome de August Rush.

De vez em quando me deparo com uns filmes que são bem difíceis de se classificar. O Som do Coração é um daqueles filmes que só vale a pena ser visto ao lado de sua namorada (esposa, noiva, ficante, etc). Está naquele clima de romance e está afim de ver um filme que provavelmente sua namorada vai se arrepiar e talvez até chorar? Assista este, vale muito a pena.

O filme é bastante surreal, aliás sua história beira o absurdo. Evan Taylor ou August Rush (Freddie Highmore) é uma criança que foi separada dos pais no dia de seu nascimento, que possui um talento extra-terrestre para a música, praticamente um Mozart nos tempos atuais. Ele consegue captar “a música” em todos os lugares e objetos, e é assim que ele vai até Nova York em busca dos pais, ouvindo o som que vem dentro do coração (já viu o quanto açucarado é o filme não?).

Começando como um simples tocador de rua, orientado e explorado por um produtor musical de meninos desabrigados conhecido como O “Mago” (Robin Williams), August vai inclusive para escola superior de música e em pouco tempo já está dando aula para os alunos e professores, inclusive faz até um concerto. Sacou agora o nivel de surrealismo dessa obra?

A história de seus pais, que não sabem de sua existência então é digna de arrepiar até a mais durona mulher. Louis Connelly (Jonathan Rhys Meyers) é guitarrista de uma banda de rock “baladinha” que se apaixona de uma forma abrupta pela violoncelista (deu trabalho de soletrar pra escrever essa palavara) Lyla Novacek (Keri Russell), que se vê da mesma forma envolvida por Louis. Uma noite bastou para mudar e acabar até com a vida e o destino dos dois.

O filme vai se desenrolando e você já percebe que ele é mais um conto de fadas do que uma história de romance. Se você é diabético cuidado para não morrer vendo o filme ok? A participação dos atores é até boa, tirando a de Robin Williams que disse ter se inspirado em Bono Vox para fazer o “Mago” (Wizard).

Um belo casal, uma criança carismática, diversos problemas que impedem os dois de consumar o seu amor, tudo isso você já sabe como termina né? A jornada de August é tão indescritível que só você vendo mesmo para acreditar no que estou falando. As críticas para este filme não foram muito boas. Se você está querendo um filme bem romântico para ver com sua amada assista que você, aliás, ela não vai se arrepender. Caso contrário não assista, o filme não foi feito para pessoas em sua situação, meloso demais, irreal demais. Procure algum filme na sessão de luta.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

15 Comments

  1. Pois é..
    Já deveria ter comentado aqui faz tempo…
    Muito tempo!
    Marcio, meu caro,
    Você tem um dos melhores Blogs que conheço.
    Assino seu feeds e sempre faço uma propaganda!
    Parabéns,
    Espero poder te encontrar em breve em um dos nossos encontros de Blogueiros.
    Abraços,

    Post a Reply
  2. Roberto, muito obrigado mesmo pelo elogio e fico bastante grato por saber que você ainda o recomenda.

    Um dia chego nesse nível que você citou 🙂

    E nosso próximo encontro de blogueiros da Bahia estarei lá.

    []´s

    Post a Reply
  3. Rpz… eu não fiquei nem um pouco interessado em ver esse filme man.
    Tenha muito medo!
    ehehehehe

    Post a Reply
  4. Compartilho a opinião do Ramon…

    Abraços.

    Post a Reply
  5. alguem sabe o nome da musica que ele fez pra ela????

    Post a Reply
  6. Vi o filme,e gostei de tud0 principalmente

    das musicas,acontece que a atual geração perdeu a capacidade de se permitir de ter sentimementos de ver o belo de chorar de emoção.Este tipo de filme ainda é feito para isso para buscar bem no fundinho de nossos corações tão brutalizados pela realidade nada bela,um pouco da essecia que o ser humano tem que ter.LayCat.10hrs 08-04-2009.

    Post a Reply
  7. MUITO OBRIGADO POR DAR AS RESPORTE???EU GOSTEI MUITO DO FILME!!!A PARTE QUE EU ACHEI MAIS TRISTE FOI QUANDO O JOVEM AUGUST RUSH PERDEU OS PAIS,OLHA QUE ELE É UM JOVEM GUITARRISTA!!ME MANDA MAIS RESPOSTA??

    Post a Reply
  8. Fiquei lhe devendo tem um século não é? Foi mal meu velho.

    Vou procurar hoje a noite a trilha sonora e lhe passar.

    Post a Reply
  9. Marcos, seguinte meu velho.

    A trilha sonora do filme (completa) você pode baixar nestes 2 endereços:

    Torrent: http://www.mininova.org/tor/1009114

    ou

    Rapidshare: http://trilhagrafias.blogspot.com/2008/08/august-rush-original-soundtrack.html

    Eu não sei exatamente qual musica você está se referindo pois tem tempo que vi o filme, mas está entre essas.

    Você pode se guiar neste link: http://www.stlyrics.com/a/augustrush.htm
    Onde tem o nome e a letra das musicas

    Espero que lhe ajude!

    Abração

    Post a Reply
  10. se alguem puder me falar…gostaria de saber que violao ele usa…..ahhhh vou ressaltar aqui pessoal que aquilo que ele faz é só em filme tah….aquilo chama se tap alguma coisa…..aquilo existe sim….mas nao pra fazer em praça publica….eu sei fazer um pouco daquilo e aquilo é normal pra quem é um guitarrista….só nao aquele tapa…mas tipo tocar com os dedos é comum quando a agilidade do guitarrista chegou ao maximo ai ele usa a outra mao….e como eu ja disse nao da pra tocar ao ar livre só em violao eletrico e ligado no som é logico…ao contrario sai muito baixo….abraço….espero que alguem me fala q violao o august usa…ele fala no filme mas nao alembro e nao tenho mais o filme..

    Post a Reply
  11. ora aqui esta um dos melhores filmes de sempre!
    este filme contem tudo o q uma pessoa precisa para ser feliz..
    amor, amizade,musica e coragem.
    nao sei como podem achar o “procurado” melhor .

    adorei este filme..

    Post a Reply
  12. Adorei o filme!
    Como já foi dito, o filme é realmente bem surreal e meloso…
    Mas qual mulher não iria gostar dele?
    É praticamente impossível!
    hahahahahaha
    E gostei do conselho para os homens, de que vale a pena ver o filme apenas com a sua amada. *.*
    Porque, vamos ser realistas mulheres, nenhum homem iria ver esse filme sozinho, muito menos gostar dele. ¬¬
    Bom, o filme recebe a nota 9 por mim! Achei muito bom!
    Beijos,
    Kelly

    Post a Reply
  13. DISCORDO TOTALMENTE DA AMIGA ACIMA, PORQUE UM HOMEM NÃO PODERIA ASSISTIR UM FILME DESSES E GOSTAR? SE CRIOU UM MITO QUE HOMENS NÃO TEM SENTIMENTOS, E MAIS QUANDO TEM É TAXADO DE FRESCO, ANTES DO HOMEM VEM O SER HUMANO, CHEGA UM MOMENTO NA VIDA QUE A GENTE PARA DE SE PREOCUPAR COM O QUE AS PESSOAS VÃO PENSAR, NÃO SE PRECISA MAIS DE AUTOAFIRMAÇÃO, PRINCIPALMENTE QUANDO SE TEM UM FILHO. ESSE PAPO DE MACHÃO HIGHLANDER JÁ ERA, HOMENS TAMBÉM CHORAM, SEJA DE DOR FÍSICA OU NÃO, HOMEM TAMBÉM FICA DOENTE E MORRE COMO QUALQUER UM.

    Post a Reply
  14. O SOM DO CORAÇÃO é o melhor filme do mundo, ja assisti mil vezes chorei em todas e vou assistir a todas as vezes que passar, quanto a sulrreal qual filme não é ? filme é isso, é o amor impossivel, ação jamais imaginada o fascinio de um filme é justamente ele ser sulrreal.

    Post a Reply
    • Não apontei o fato dele ser surreal como um defeito Betinho, foi apenas uma constatação. E nem todos os filmes são surreais, existem o filmes verdadeiros e menos “emotivos” também.

      Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Nick e Norah: Uma Noite de Amor e Música - Porra, man! - [...] mais do filme. A mistura de amor com música já foi muito bem explorada em produções como “O Som…
  2. O Som do Coração (August Rush) | De Janeiro à Janeiro - […] informações acima retirei do site http://www.porraman.com/2008/03/o-som-do-coracao-august-rush/ através de pesquisa na […]

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.