Sangue Negro (The Will Be Blood)
Direção: Paul Thomas Anderson.
Roteiro: Paul Thomas Anderson.
Elenco: Daniel Day-Lewis, Paul Dano, Kevin J. O’Connor, Ciaran Hinds, Dillon Freasier, Paul Dano.
Gênero: Drama.
Tempo: 158 min.

Sinopse: No início do século 20, no Texas, Daniel Plainview (Daniel Day-Lewis), um prospector de exploração de petróleo, tenta ensinar ao filho H.W. Plainview (Dillon Freasier) alguns principios que considera importante para sua formação, como ambição nos negócios, visão de família e buscar a riqueza. Uma história sobre ganância, família e religião que nos é apresentada em torno do dia a dia no trabalho da exploração do petróleo.

Depois que assisti Sangue Negro (There Will Be Blood) já fiquei imaginando quando fosse publicar aqui no Blog. Filme indicado a oito prêmios no Oscar, dentre eles o de melhor filme e melhor ator, com 91% de aprovação no Rotten Tomatoes e para completar, sendo indicado na grande maioria dos blogs e sites especializados em cinema com nota máxima, ou seja, um filme excelente.

Daniel Day-Lewis (Gangues de Nova York) realmente tem uma atuação sensacional como Daniel Plainview, um prospector ganâncioso e ambicioso, que usa o filho muito novo com sua ‘cara linda’ para ajudar nos negócios. Tenta ensiná-lo princípios que acha corretos para sua formação. Sua vida ganha um grande percalço quando conhece a fundo Eli Sunday (Paul Dano – Show de Vizinha, Pequena Miss Sunshine), um sujeito meio louco e padre / pastor / missionário / visionário da igreja da 3º revelação.

O problema é que não consegui achar o filme excelente, talvez não seja mesmo o meu tipo de filme. Quem sabe não possa ser por causa do diretor? Paul Thomas Anderson foi o mesmo sujeito que fez o Magnolia, que eu particulamente não gostei nem um pouco, novamente contrariando a grande massa crítica cinematógrafica (sucesso essa minha frase). Achei o filme grande, muito grande e com um ritmo lento, apesar de ter gostado de alguns fatores, o que me fez deixá-lo com uma classificação de 3 controles.

Taxar Sangue Negro, favorito ao Oscar de melhor filme, como apenas ‘bom‘ é um misto de cara-de-pau com gosto pessoal mesmo. O blog fala sobre filmes, seriados, tv e tudo mais, só que não deixa de ser bastante pessoal.

Achei que o início foi execelente, com 15 minutos de ‘cinema mudo‘ e logo em seguida um desenvolvimento da trama muito bom, porém, do meio pro final do filme achei muito longo, muito devagar e um pouco chato. Com certeza isso foi feito para que púdessemos nos envolver e conhecer bem a fundo não só a história e ‘mensagem‘ que quiseram deixar, mas também seus personagens. Além disso eu não consegui visualizar mais nada, se tiveram muitas metáforas ou algumas elocubrações do diretor me passou totalmente despercebido.

Pronto, sintam-se a vontade para manifestarem o seu desacordo comigo, não tenha vergonha, devo ser a pessoa que menos gostou deste filme, já estou ciente disto.

Related Posts with Thumbnails