Conduta de Risco (Michael Clayton)

Conduta de Risco (Michael Clayton)
Direção: Tony Gilroy.
Roteiro: Tony Gilroy.
Lançamento: 2007 .

Elenco: George Clooney, Tilda Swinton, Tom Wilkinson, Michael O’Keefe, Sydney Pollack, Danielle Skraastad.
Gênero: Drama/Suspense.

Tempo: 119 min.

Sinopse: Michael Clayton (George Clooney) trabalha numa das maiores firmas de advocacia de Nova York e se auto-intitula como o “zelador” da firma. Sua função na verdade é limpar os nomes e os erros de seus clientes. Oriundo de uma família de policiais e tendo trabalhado antes como promotor de justiça, Clayton é responsável por realizar o trabalho sujo da empresa em que trabalha, não gosta do que faz, mas devido a dívidas que ganhou com um negócio mal sucedido e vício em jogo ele fica sem muitas escolhas. Quando Arthur Evans (Tom Wilkinson), o principal advogado da empresa, sofre um colapso e tenta sabotar todos os casos da U/North, uma das maiores clientes de sua firma, Clayton é enviado para solucionar o problema.

Há quem diga que esse ano tivemos os filmes mais sombrios e desconhecidos concorrendo ao Oscar. Metade disso pode ser culpa da distribuição aqui no Brasil dos filmes, onde alguns são lançados já em cima da hora, ou até depois. Conduta de Risco na verdade foi lançado aqui no final do ano passado e alguns disseram se tratar de um filme “distante” do público.


Assisti pouco tempo antes da premiação começar e tive que deixar registrado aqui que tinha o achado excelente, para depois não ouvir dizer por aí que fui influenciado por um possível prêmio que ele pudesse levar. Das 7 indicações Conduta de Risco levou apenas 1 estatueta, a de melhor atriz Coadjuvante para Tilda Swinton, o que não achei tanta coisa assim para levar. Mas quem sou eu para julgar algo?

O filme realmente começa um pouco confuso e ‘frio‘. Nada no filme lhe é dado com facilidade e algumas coisas ficam na verdade apenas insinuadas nas cenas e principalmente na ótima atuação de George Cloney, que não levou a estatueta devido a excelente atuação de Daniel Day-Lewis em Sangue Negro.


Quando vai chegando no final e você fica com alguma coisa ainda “embolada” na sua mente é que você lembra-se novamente do que aconteceu no início do filme, e percebe então que tudo teve um sentido. Fora que várias mensagens ficam insinuadas e o final é de fato fantástico.

Talvez ele não seja nota máxima para a maioria dos críticos ou pessoas que o assistiram, talvez até você o odeie, se não for do seu gosto filmes que não sejam muito mastigados, eu só sei que adorei e minha opnião bastante pessoal é que o filme é excelente.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

7 Comments

  1. Devo assistir em breve… agora fiquei mais empolgado ainda!

    Post a Reply
  2. Existe algo que o George Clooney não faça bem?
    =)

    Post a Reply
  3. HUmmmmm, esse vai para minha lista…

    Post a Reply
  4. Rapaz, como querbar até têm.
    Problema que o pessoal coloca a descrição do item com um monte de caracterejunto. Naoseioque+naoseioque+naoseioque
    e aí não querba a linha…

    Posso até forçar uma quebra de x em x caracteres, mas pode sair umas coisas estranhas… hehehehe

    Post a Reply
  5. É man, seu gosto para filmes ainda está em transição. Vc gostou desse filme a ponto de dar 5 estrelas, impressionante. Eu nunca imaginaria q vc fosse curtir. Mas enfim, o filme é realmente muito bom. Quando eu vi no cinema algumas pessoas foram embora durante a sessão.
    ehehhehehehe

    Quanto aos filmes do Oscar, realmente esse ano tiveram poucos filmes de sucesso de bilheteria. Isso significa que o prêmio está ficando mais “sério” e o gosto do público geral cada vez pior.

    E sim, Tilda Swinton levou o prêmio de atiz coadjuvante. Foi um prêmio de consolação pro filme.
    ehheheheheh

    Post a Reply
  6. Poizeh, It´s Evolution hhahaha

    Talvez exista isto mesmo, os filmes candidatos ao oscar subindo de nivel e os que o público gosta caindo. Porém ainda lembro até pouco tempo de filmes vencedores do Oscar e muito bons inclusive para o ‘público geral’, tipo Menina de Ouro, Infiltrados, O retorno do rei, etc…

    Post a Reply
  7. Acho que ‘Meninas’ e ‘Infiltrados’ tiveram bilheteria do mesmo nível de ‘Juno’. É, acho que o último campeão de bilheteria a ganhar o Oscar de melhor filme foi ‘Retorno’ mesmo.

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Queime Depois de Ler (Burn After Reading) | Porra, man! - [...] a esta história ainda os personagens de George Clooney e Tilda Swinton (que fizeram juntos Conduta de Risco), encontros…
  2. O Curioso Caso de Benjamin Button (The Curious Case of Benjamin Button) | Porra, man! - [...] aqui do que no filme que a fez ganhar o Oscar de melhor atriz coadjuvante ano passado o “Conduta…
  3. Duplicidade (Duplicity) | Porra, man! - [...] O diretor e roteirista Tony Gilroy já tinha ganho minha admiração quando fez o excelente “Conduta de Risco“, e…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.