O Caçador de Pipas (The Kite Runner) [2008]


Direção: Marc Foster
Roteiro: David Benioff, adaptação do livro de Khaled Housseini
Gênero: Drama
Elenco: Khalid Abdalla, Homayoun Ershadi, Shaun Toub, Atossa Leoni, Said Taghmaoui, Ahmad Khan Mahmidzada
Tempo: 122 min.

Sinopse: Um afegão que vive na américa retorna ao seu país de origem para ajudar seu amigo de infância. Chegando no Afeganistão ele encontra um país destruido e controlado pelo Talibã, bem diferente de suas memórias de infância.

O livro ‘O Caçador de Pipas’ fez um estrondoso sucesso pelo mundo vendendo milhões de cópias. Confesso que não lí o livro, sendo assim não posso opinar se ficou muito distante a adaptação para o cinema, o que posso afirmar é que se trata de uma história muito bela.

Deixando de lado todo o problema que o filme encontrou por falar ‘mal‘ do Afeganistão, e também pelo fato de alguns o julgarem com um olhar um pouco superficial do real problema no país, este é um filme que recomendo, é muito bom e eu realmente fiquei emocionado com a história.


O texto abaixo possui alguns Spoilers, portanto, se não quer saber nada sobre a trama pare a leitura aqui.

Amir retorna ao seu país em busca não só de ajudar seu antigo amigo Hassan, mas sim para procurar perdão pelo o que o deixou passar. Amir sempre teve problemas em enfrentar as adversidades, porém Hassan mesmo sendo o filho do empregado sempre o protegeu e o idolatrou. A amizade e o amor que um sente pelo outro é muito forte.

O filme mostra ainda como as pipas são (ou pelo menos eram) populares no país. A disputa entre os meninos é muito bonita. E é justamente no dia em que seria o mais feliz de Amir e Hassan, que a reviravolta na vida dos dois acontece. Amir no entanto consegue a chance de se redimir de tudo o que fez, voltando ao seu país pós invasão soviética e sendo dominado pelo Talibã, depois de muito tempo.

É daqueles filmes que você começa a se apaixonar pela história, depois vai se comovendo e quando termina fica aquela lição bonita de amizade, e principalmente de como nunca é tarde para se redimir de seus erros.

Quando o filme terminar uma frase vai ficar:

– “Eu posso buscá-la para você até mil vezes” (referindo-se a uma pipa).

Caso você não seja chegado a filmes de drama, ou seja uma pessoa que fica se apegando muito a detalhes e não se deixa levar pela história, pode até ser que não goste muito do filme, duvido no entando que vá odiar, caso contrário você vai adorar, pois se trata de um filme maravilhoso.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

3 Comments

  1. Quero ver o filme e ler o livro.
    🙂

    Post a Reply
  2. Man, vc continua maduro nesse post. Recomendando filme de drama no qual vc se comoveu com a história coisa e tal.

    Confesso que não estou muito animado pra ver esse filme, principalmente depois de ver o trailer, e vou acabar ficando sem ver.

    Post a Reply
  3. Poizeh, falei que ia deixar o ‘mode maduro’ mas nao consegui. Será que estou me tornando uma pessoa melhor?

    Eu entendo, sei bem o seu gosto por cinema e é do tipo de filme que vc com sua chatisse nao iria querer ver mesmo.

    Agora, o filme é bom. No Rotten Tomattoes tem lá seus 66% de aprovação, já é algo né?

    Eu particulamente gostei muito, dona patroa tb. Teve até uma mulher que saiu chorando do cinema hahaha

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.