Nos idos do final do século 19 no México duas mulheres de personalidades muito diferentes acabam se unindo para roubar bancos, com o intuito de ajudar a população local que está sendo morta e roubado por um ‘banqueiro assassino’.

Penélope Cruz interpreta Maria Alvarez que vê a terra do pai ser tomada por 1 peso pelo tal banqueiro malvadão, Selma Hayek interpreta Sara Sandoval que vê seu pai morrer “misteriosamente” após ter firmado um contrato com o mesmo sujeito. A partir daí as duas vêm seus destinos traçados e resolvem começar a roubar os bancos, na verdade vendo como ‘tomar de volta o que era do povo’.

Lembrei de ter visto o trailler uma vez e até ter cogitado assistir no cinema, só que o tempo passou e ficou para trás. Ontem passou no Telecine e logo resolvi encarar. Eu pensei que o filme tivesse sido lançado este ano por aqui, mas pelo que andei vendo sua data de lançamento foi em julho do ano passado, uma pena, pois, com certeza iria entrar como um dos “PEORES” filmes do ano no meu “Top List“. Pensem num filme ruim e sem graça.

Parece que o filme era para ser também de comédia, tentei mas não conseguir dar risada alguma. A única coisa que você percebe durante todo o filme é a tentativa de jogar em toda a tela os seios das duas protagonistas. Penélope e Selma espremem bem seus espartilhos e roupas e tem momentos que parece que vai pular e sair de dentro da tela para cair na sua frente. Exagerei um pouco eu sei, mas acho que é a única coisa boa (vou apanhar em casa).

Cheio de piadas sem graça, tombos espalhafatosos, discussões de quem beija melhor e partidas de xadrez ou jogo da velha com cavalos é um filme que, para quem não viu ainda, pensar bem se vai querer desperdiçar seu tempo.

Related Posts with Thumbnails