30 Dias de Noite (30 Days of Night)

30 Dias de Noite (30 Days Of Night) é a adaptação dos quadrinhos Steve Niles e Ben Templesmith, que Sam Raimi de Homem Aranha leu, gostou e apostou no filme (Dirigido por David Slade). É um filme de terror tenso com direito a muito sangue que os amantes do gênero devem gostar.

A história se passa em Barrow, uma cidade do Alasca que passa 1 mês no ano sem a ‘companhia do sol’. Nesse período a maioria da população local vai embora da cidade. Para os que ficam estranhos atos de vandalismo começam a pertubá-los. Logo em seguida uma gangue de Vampiros sanguinolentos e destruidores começa a atacar a cidade. Resta a eles tentarem sobreviver 1 mês sem ajuda exterior e muito menos do sol.

O contexto da história deixa tudo com um certo ar de ‘realismo‘, afinal, quem nunca ouviu falar nas cidades no Alasca que ficam vários dias sem a luz do Sol no inverno? Vampiros também só vivem durante a noite, então o casamento dos elementos ficou mais que perfeito. As cenas de ‘susto‘ são ótimas, o filme é muito tenso e ‘nervoso‘.

Algumas poucas coisas me fizeram rir durante o filme mas não estragou minha diversão, sem contar com alguns acontecimentos que sempre aparecem em filmes deste gênero, que se assemelha até um pouco com filmes de Zumbis. Sempre tem aquele sujeito que é mordido e fica na dele, depois aparece querendo ‘comer‘ (uai!) todo mundo, tem sempre aquele sujeito que quer salvar o mundo, tem sempre aquele outro sujeito que pede para ser morto, em fim, nada que você não já saiba que vai acontecer.

Garanto que nenhum ponto ‘ruim‘ do filme, que são poucos e totalmente ofuscados pelas demais cenas do filme, vai estragar sua diversão. Todo o clima de gelo e nevascas, a escuridão durante um mês, as pessoas enclausuradas e lutando por sobrevivência e também as cenas de ação, ajudam a garantir um bom filme, principalmente para quem gosta do gênero. Se o Sr. 02 tem medinho de filme de susto, peça pra sair.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

4 Comments

  1. Eu li que na verdade a cidade lá do Alasca passa 60 dias sem a luz do sol, mas que a cidade não fica isolada não, continua com o aeroporto funcionando coisa e tal.
    eheheheheheh…

    Post a Reply
  2. Eu vi isso também lá no IMDB.

    MAs eles tentaram amenizar isso contando com aquele sujeito que saiu destruindo tudo na cidade, matando os cachorros, detonando os serviços, em fim, se a gente for se apegar a tudo ai não faz o filme né? hehehe

    Post a Reply
  3. Hey Man! Saudades de passar aqui. =}

    Cara, não sei se eu não estava legal pro gênero, ou se ainda estou no efeito “REC”… O fato é que achei este filme muito MPB (definição do cantor Lobão, imprópria para menores ou seres virginais).

    Sem clima, muito manjadinho, com poucos momentos interessantes ou suficientemente atrativos. A coisa foi tão feia que dormi naquela que julgo ser a última cena.

    Em resumo: até agora nem sei se quero ver o final.

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tudo sobre Eclipse, terceiro filme da saga Crepúsculo | Porra, man! - [...] está nas mãos do diretor David Slade. Ele foi o responsável por MeninaMá.com e também por 30 Dias de…
  2. Pandorum - Crítica do Filme | Porra, man! - [...] não seja nenhuma novidade. Parte disso se deve as atuações bastante convicentes de Ben Foster (30 Dias de Noite)…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.