O Grande Truque (The Prestige)

Até onde vai a obsessão de um homem? É basicamente o que mostra O Grande Truque. Com um bom elenco conta a história de dois mágicos que eram muito amigos, Alfred Borden (Christian Bale – Batman Begins) e Robert Angier (Hugh Jackman – o Wolverine de X-Man). Depois de um incidente em que morre a assistente e esposa de Angier a rivalidade entre eles começa. Borden cria um número em seu show de muito sucesso e Angier fica muito curioso em descobrir o segredo de seu truque.

A rivalidade dos dois atravessa a virada do século XIX. Contando ainda com Scarlett Johansson, Michael Caine e até David Bowie como o louco cientista Nikola Tesla (pra quem nunca ouviu falar Tesla foi um grande inventor, inclusive é contado por muitos que Thomas Edison roubou várias idéias de Tesla e as lançou como sendo suas), o resultado é um bom filme. Um pouco grande demais talvez, mas acho que vale a pena conferir se você ainda não assistiu.


Eragon
(se você quer ver esse filme se mate, abaixo tem alguns spoilers para que você evite fazer a mesma merda que eu fiz, assistir isso)

Em pouco mais de 100 minutos um gênio conseguiu fazer uma paródia da trilogia Senhor dos Anéis, Harry Potter, e até um pouco de Star Wars. Junte tudo isso com uma pitada de todos os clichês possíveis de filmes de fantasia medieval e “pimba“, você tem uma refeição altamente indigesta.

Que filme ridículo. Eu ainda não sei porquê insisti tanto em vê-lo. Como tinha colocado na lista foi questão de honra. O filme foi uma adaptação de um livro de muito sucesso e bem vendido, eu não li o livro e não posso comentar, mas acho que faltou criatividade.

O jovem Eragon (Edward Speleers), do nada, sai de garotinho fazendeiro que não consegue nem caçar um veado (o animal) para um cavaleiro de dragões depois de encontrar um ovo no mato. Daí ele parte em sua jornada com aquele tipico ex-cavaleiro que botava pra lenhar mais hoje em dia não é mais nada, treina com dois pedaços de madeira a lutar e aprende 3 palavras mágicas. Suficiente para matar um Spectro malvadão e soltar magias mil, inclusive ressucitar seu dragão, o qual ele conversa em pensamento e sai de bebê para Dragão gigante em um vôo.

Djimon Hounsou é o lider dos Varden, que são os que resistem e se escondem em um fortaleza secreta (a entrada fica atrás de uma cachoeira, que original) do rei malvadão (John Malkovich), malvadão mesmo, com direito a caras feias e fundo vermelho nas suas cenas, só falta cuspir fogo. Em uma luta de 5 minutos detonam toda a galerinha do mal.

Ainda teve no início o resgate da princesa linda, a elfa, igual a filha do vocalista do aerosmith em Senhor dos Anéis. No fim que eu pensava que ele iria dar uma de homem, mas que nada, o beijo fica pro filme 2. Aí se alguém assistir ao segundo filme me conta, eu tô fora! As coisas além de acontecerem muito rápido no filme, são altamente clichês, tudo “mais do mesmo”. É ridículo, acho que não tenho mais adjetivos pejorativos de 8º grau.

Related Posts with Thumbnails